16/11/2007

Fazem três dias que os transportes estão em greve e estou de molho em casa sem poder ir trabalhar. Uma pessoa normal aproveitaria o tempo para terminar uma ficha de leitura sobre o primeiro livro do Capital (terminar não, começar), ou quem sabe, fazer a barra da unica calça jeans que tenho e que é muito comprida para mim, ou melhor ainda, procurar uma escola de yoga aqui perto de casa para ver se consigo me mexer um pouco.
Mas como ninguém é perfeito... Comi como uma porca obesa, passei o tempo na frente da internet ou na frente da televisão e a unica coisa util que fiz foi conseguir tomar um banho esta manhã.
Mas amanhã porque Deus existe e ele sabe que não posso me transformar numa inutil completa, a greve acabara e se eu ainda não tiver perdido o emprego, acordarei as sete e so voltarei à casa depois de um dia de trabalho duro. Juro!

Um comentário:

crismoscou@yahoo.com.br disse...

todo mundo se sente assim, em algum momento... eu nao iria pro Taiti... seria marrute... meu negócio é elefante...
minha casa não seria na Toscana mas algo bem n alinha do equador pra eu nunca mais saber o que são 10C.